publicado em 13/04/2014

A vida é muito difícil

9 anos de idade e esse menino já sabe que a vida não é fácil. Piscina, Karatê? Isso é fácil, a gente tira de letra. Mas na hora de estudar tudo fica mais complicado.

Eu não sou assim. A vida é muito, muito difícil“.
Só eu fiquei morrendo de dó desse desabafo da criança? A vida é muito difícil

publicado em 13/04/2014

Aprendendo a desligar o celular na hora certa com o vereador Bruno

Todo mundo é avisado desde pequeno que em qualquer ambiente público onde as pessoas precisam de atenção, é necessário desligar o celular. Mas sempre tem algum animal alguma pessoa que esquece o aviso e começa a tocar aquele sonzinho constrangedor do inferno nas horas mais inapropriadas.

Sério, é muito chato quando você tá no cinema e de repente o celular de alguém toca. Ou quando você tá no meio de uma prova e começa aquele barulho irritante te desconcentrando. Ou até mesmo em situações menos importantes, como quando você tá lá de boa numa sessão da câmara de vereadores da sua cidade e o político que representa o povo acaba esquecendo de desligar o próprio aparelho.

Por essa e por outras que o vereador Bruno vai te ensinar no vídeo a seguir como se comportar numa num evento público e saber a hora certa de desligar o celular. Acompanhe:

Essa desculpa improvisada eu num sei não heim vereador?

publicado em 12/04/2014

O início da carreira de Alex, o futuro melhor repórter do Brasil

Junto com Medicina, Direito e Publicidade, temos como carreira mais concorrida nos vestibulares hoje em dia o Jornalismo. Há uma geração por aí louca para se tornar um ícone, um âncora do país, um William Bonner, uma Patricia Poeta… e por que não um Bruno de Lucca?

Não sou muito conhecedor das mentes mais brilhantes do cenário jornalístico de hoje em dia, mas posso afirmar que um dos nomes que você precisa gravar é o do nosso amigo Alex, que começou a carreira como um rei.

Já posso vê-lo nos grandes debates políticos do futuro:
- E, ao assumir a presidência, senhor candidato, quais são seus objetivos, suas metas, seus… muito obrigado.

Alex, eu fiquei triste por você. Mas saiba que você é um herói e todos nós já te amamos.

publicado em 12/04/2014

Valesca Popozuda teria plagiado Beijinho no Ombro de uma antiga música infantil

PAREM AS MÁQUINAS! O maior sucesso da música brasileira na atualidade (digito isso com muitas lágrimas de desgosto escorrendo pelo meu rosto) seria um plágio muito do descarado de uma música infantil que fez muito sucesso nos anos 80.

Sim meu amigo, a gloriosa e multitalentosa Valesca Popozuda teria copiado a melodia de Beijinho no Ombro de uma música antiga do Palhaço Carequinha (meu deus, a melhor parte da notícia é essa). A família do palhaço já estaria ativando a cantora na justiça pelo uso indevido do instrumental. O valor da indenização chegaria a 15 milhões de Dilmas.

Assista a comparação das duas músicas e tire suas conclusões:

Agora acredita no advogado e faz ele de escudo

isso é coisa do Bobagento

publicado em 11/04/2014

Links abençoados pra comemorar o fim de semana

Links abençoados pra comemorar o fim de semana

Mais um fim de semana chegou e com ele os seus, os meus, os nossos LINKS DA SEMANA! A sua dose semanal de bobeiras aleatórias pra ficar clicando durante todo sábado e domingo pra não morrer de tédio com essa internet que de tão parada já tá até passando rolo de feno.

Top posts da semana

Links abençoados pra comemorar o fim de semana

eu quando acordo e percebo que já é fim de semana

Links abençoados

publicado em 11/04/2014

Boris Casoy se finge de mudo pra simular falha técnica ao vivo

Eu já tava com saudades desse cara aqui pelo blog. Depois de puxar um catarrão ao vivo e espirrar durante o programa, Boris Casoy finalmente nos dá motivo de sorrir novamente.

Dessa vez, após o fim de uma matéria, Casoyzão se perde totalmente e, pra não passar mais vergonha, ele teve a cara de pau de fingir ser mudo ao vivo pra colocar a culpa no som do programa. Sério, esse cara é demais. Falha técnica simulada está além da minha compreensão. Ele balançando as mãozinhas e abrindo a boca como se o som não saísse já faz desse vídeo o meu preferido no Oscar dos melhores vídeos da internet. Se essa premiação existisse, é claro (fica aí a ideia).

E o melhor de tudo: quando entra a vinheta pro intervalo ele fala todo orgulhoso “FINGI QUE ACABOU O SOM RSRSRS”. Fala sério, esse cara é demais.

Agora quando eu não souber mais o que falar numa conversa constrangedora, vou fingir ser mudo e ficar balançando os braços até a pessoa achar que tá tendo falha técnica no cérebro dela também. Boris, a gente te ama.

vi no Morri de Sunga Branca

1 de 51412345678910...»»