A simulação do próprio sequestro mais má vontade do jornalismo brasileiro


A notícia começa boa e vai melhorando no decorrer do tempo enquanto você vai sabendo mais informações sobre o caso. Já de cara a gente se depara com essa maravilhosa chamada:

Quando você vê a reportagem naquela curiosidade de conferir a voz distorcida, eis que… (já pode pular pros 30 segundos)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


EU TO GRITANDO AIUOEHAOISJAOISHAIUEHUIE meu Deus, que má vontade mulher. Nem pra pedir pra um broder gravar a voz pra você. Assim nem dá pra falar que foi no mínimo CONVINCENTE.

Acho que ela deveria ser presa não pela tentativa de extorsão e sim pelo tanto que esse negócio foi feito nas coxa.