in

Capitão do Choque admite que agrediu manifestante “porque quis”

Toooooooodo mundo já tá careca de saber que treinamento da polícia do nosso país é abaixo do abaixo da média (sendo muito otimista). Oficiais despreparados estão aos montes espalhados por aí e sempre escapam de possíveis punições após abusos contra manifestantes, com a clássica e já manjada desculpa dos seus superiores falando na imprensa que irão “apurar qualquer tipo de comportamento inadequado”. Eeeeeeeeeta que mentirinha boa!!

1176166_370808506355906_878591084_nE não foi diferente nas manifestações do último dia 7 de Setembro. Em Brasília, alguns manifestantes estavam lá lutando pelo Brasil e exercendo o direito de cidadão dentro dos limites imposto pela polícia (até onde eu sei desse vídeo, eles estavam agindo de acordo com o que foi imposto). Até que ele… SIMMM, ELEEEEEEE, Capitão Bruno, do BP Choque, protagoniza o tipo de cena que dá aquele sentimento de indignação gigantesca até ao mais conservador dos políticos de direita.

Após um superior avisar aos manifestantes que não poderiam ultrapassar por tal linha imaginária, Capitão Bruno deliberadamente passa espirrando gás de pimenta em todo mundo, sem nenhum motivo aparente.

Enfiando um prego nas palmas das duas mãos da democracia, Capitão Bruno dá um sorrisinho sarcástico e, ao ser questionado o motivo de tal violência, declara que agrediu os manifestantes “porque quis“. HAHAHAHAHAHAHAHA!! Sim, meu amigo, simples assim. O cara assumiu que jogou pimentinha no rosto dos outros DE GRAÇA. Viva a impunidade!!!

Seria engraçado se não fosse tão absurdo.

edit: alguns veículos da imprensa já estão noticiando e fato e um oficial da polícia de Brasília diz que o vídeo foi editado só com as partes que convém e ainda completou dizendo que Capitão Bruno agiu dentro da lei. Então tudo bem né, vamos acreditar no menino.


Deixe uma resposta

Loading…

Comentários