,

Contra o Ebola, pastor promove culto noturno com evangélicas sem roupa

polemicristo

Após a ameaça da entrada do vírus Ebola no Brasil, o pastor Adenilson Pinheiro, de 35 anos, promoveu um culto diferente. Com a proposta de deixar seu templo evangélico imune à doença, “Profeta Dedé”, como é conhecido, disse que recebeu de Deus as ordens de criar o primeiro culto exclusivamente feminino da cidade de Guiricema, Minas Gerais.

“Nosso Senhor Todo Poderoso veio até mim numa oração e disse que para blindar a cidade do mal satânico do Ebola era preciso usar nossa principal arma, que são as mulheres”, revela Profeta Dedé.

Ao ser questionado do motivo do culto ser sempre à noite e com as mulheres despidas, Adenilson foi categórico. “As mulheres de Guiricema são muito trabalhadoras e só têm tempo para participar da adoração no turno da noite, por isso venho marcando os cultos para depois das 23h”, afirma. “Dá tempo delas cuidarem de seus filhos, colocarem os maridos para dormir e virem pra igreja”, completa o pastor.

guiricema“Aconselho a todas tirarem a roupa para relembrar o tempo de Adão e Eva, onde o pecado não existia. Assim a conexão com Deus fica muito mais límpida e mais fácil de pedir a benção contra o Ebola”, garante Adenilson.

Bárbara M., uma das evangélicas que mais participaram do culto fechado diz que a experiência é marcante. “Ele tem a palavra muito forte, ele é um varão que sabe se comunicar com Deus. Por isso nós confiamos nele. Durante o culto o Profeta Dedé passa abençoando uma a uma das mulheres, ungindo todo nosso corpo com o óleo sagrado. Agora nos sentimos protegidas do Ebola”.

Segundo o pastor, a tendência é que ele viaje por todo o Brasil promovendo seu culto afim de livrar o país de outras “doenças satânicas”.

Fonte: Diário de Guiricema

Confessionário


Colocando a linguiça sem tocar nos lábios

Flagra em casal transão acaba em violência