in

Harlem Shake: Entenda o fenômeno

Assim como DST’S e fetos no carnaval, de tempos em tempos a internet é varrida por ondas de doenças humanos contagiosas. Após o estrondoso sucesso de PSY a bola da vez é o HARLEM SHAKE. Mais o que é Harlem Shake? De onde ele veio? Para onde vai? E mais importante ainda, como eu posso participar desse fenômeno internético e tentar colocar sentido nesse poço sem fundo de dor e sofrimento que eu chamo de vida?

É para responder a todas essas perguntas que nós da JM Corporation contratamos os melhores webcientistas da humanidade e preparamos esse maravilhoso texto.

HARLEM SHAKE: Mas que porra é essa?

Você amiguinho que anda vivendo numa caverna ou que ainda não voltou de sua viagem de barbitúricos ilegais chamada Carnaval pode não saber do que se trata. Harlem Shake é uma música eletrônica, feita por um jovem mancebo chamado BAAUER que foi upada em maio de 2012 no Youtube em um vídeo sem nenhuma dança ou passo que o acompanhasse.

HARLEM SHAKE: A explosão do vulcão

Para aqueles que não são connoisseurs da cena eletrônica norteamericana o Harlem Shake se manteve como um vulcão inativo até 02 de fevereiro do corrente ano, quando o vlogger Filthy Frank upou um vídeo chamado ” Do the Harlem Shake”. Não obstante, nesse momento o meme ( tipo de carinhas são) ainda não tinha tomado sua forma final. Seria com o video de The Sunny Coast Skate que a merda finalmente encontrou o ventilador e veio a recobrir a humanidade.

HARLEM SHAKE: E ai, comofas? comofas? comofas? comofas? comofas? comofas? comofas?

É bastante simples. O vídeo não deve ter mais que 30 segundos. No começo algum idiota com uma máscara, fantasia e/ou capacete dança sozinho “penetrando” um ser imaginário até o momento onde a música grita: “DO THE HARLEM SHAKE”  e temos então uma apoteose digna do Teleton onde seus comparsas o acompanham fazendo as danças mais escabrosas e esdrúxulas possíveis. Como pode ser facilmente observado nos exemplos abaixo.

Veja mais vídeos de Harlem Shake nesse tumblr aqui.


One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

Loading…

Comentários