Jovem de 16 anos teria se matado após fazer pacto com Diabo | Jesus Manero

Jovem de 16 anos teria se matado após fazer pacto com Diabo


260
3k shares, 260 points

jornaljm

Uma tragédia abalou uma família no último domingo (28) em Guarapari, no Espírito Santo. O jovem Allan Neves Brandini, 16 anos, se enforcou dentro de casa, após os pais saírem para a igreja.

De acordo com o jornal A Tribuna, quem encontrou o corpo do filho – que estava amarrado no puxador da janela – foi sua mãe, Beatriz Dias Neves. Ela tinha acabado de chegar da igreja e assim que viu o corpo do filho, gritou pelo pai do adolescente, Alessandro Brandini, que  desamarrou o filho e tentou ainda uma massagem cardíaca, mas era tarde demais.

59992_186086134866054_1205412712_n

Internet. De acordo com os pais, o filho estava bastante agressivo. Ele teria mudado de comportamento assim que o pai dele colocou internet em casa para estudar. “Com o passar do tempo, tornou-se agressivo nas palavras e nas ações. Ele até nos agredia”, disse mãe do adolescente.

Ainda de acordo com ela, o filho estudava tudo sobre o diabo e estaria participando de uma seita satânica. “Uma vez ele me chamou para ver os 10 mandamentos de Deus e os 10 mandamentos do diabo. Ele queria colocar na minha cabeça que o diabo não era ruim e que Deus não existia”, explicou ela, dizendo ainda que os amigos virtuais do jovem ficavam blasfemando contra Deus.

546423_192764220864912_259927297_n

Pacto com o diabo. Os pais do garoto – que se intitulava, Anjo Caído ( diabo), em sua página numa rede social- disseram ainda que Allan, afirmou ter feito um pacto com o diabo e que não chegaria a completar 18 anos. Mas no último domingo, afirmou que não chegaria nem mesmo  aos 17 anos, que seriam completados no dia 20 de outubro. “Mãe tá chegando a minha hora”, teria dito ele.

O pai do adolescente, bastante abalado disse que a internet é uma coisa diabólica. “A internet é um inimigo oculto”, afirmou. Mas, não deixou de alertar outros pais.”Mesmo assim, pais, nunca desistam de seus filhos. Sejam sempre vigilantes”, falou.

Seita. De acordo com A Tribuna, a polícia vai investigar a possível ligação de Allan, com uma seita satânica virtual. Dois delegados da policial civil estão no caso. A delegacia de crimes contra a vida também vai instaurar inquérito para investigar a morte do garoto. Está no caso também a delegacia de repressão aos crimes eletrônicos.  “Iremos verificar com quem ele falou, se alguém instigou esse crime”, explicou o delegado Leandro Piquet.

Fonte: Portal27