O caso do tiozinho que conseguiu confundir a base da polícia com uma barraca de cachorro quente | Jesus Manero