O dia em que uma viatura viu a morte de perto


335 shares

Eu to bem confuso a respeito do que está acontecendo aqui. Tem uma barraquinha de cachorro-quente, uma mulher com voz de homem e um tiro certeiro nas ideias. Como a pessoa que subiu esse vídeo teve o MAU-CARATISMO de não explicar nada e ainda deixar com a resolução de uma câmera do Detran, eu vou inventar a história pra vocês.

Essa mulher com voz de homem é na verdade uma travesti chamada Kerolyne que tem como segundo emprego caçar demônios e assombrações por aí. Tipo Supernatural. Eis que há dias ela procurava uma viatura da polícia que estava com um Exu Patrulhinha incorporado. Ao achar, ela parte para o ataque e tenta acabar com o reinado da viatura amaldiçoada.

Aí os tiras dão choque nela e a história acaba.

De nada.