O dia que a Katy Perry aprendeu que se jogar no público não é uma boa ideia


4.5k shares

Quando você entra em uma banda ou começa a cantar, geralmente está na sua lista de objetivos coisas como 300 toalhas brancas no camarim, fama eterna, rios de dinheiro e, claro, pular na plateia como um rockstar e ser levado como um rei por cima da galera. Convenhamos, é o ápice do poder e todo mundo que tem essa moral merece ser respeitado.

Ainda mais depois desse vídeo. Com ele entendemos que ser famoso não basta. O stage dive é um esporte APENAS voltado para deuses, para ícones.

Nossa deliciosa (e bota deliciosa nisso) Katy Perry resolveu tentar a sorte. Para o desespero das feministas, o que mais rolou foi apertãozinho nas carnes da menina, patoladinhas e uma incrível performance corporal do Cirque du Soleil.

Katy, da próxima vez pule nos meus braços. Será mais seguro.

Não vejo um negócio tão bom assim desde a Claudia Leitte voando (ou tentando) no Rock in Rio.

vi lá no Ah Negão